FORMAÇÃO DO TIME

Clube do Remo: A esperança mora nas laterais

POSTADO EM: Segunda-Feira, 03/12/2018, 08:02:06
ATUALIZADO EM: 03/12/2018, 08:02:06

zoom_out_map
Divulgação

Além da confirmação de Mimica e Dedeco para 2019, a diretoria de futebol do Clube do Remo, oficializou a contratação de mais cinco jogadores para o plantel, no decorrer da semana passada. Dentre as posições de origem, no meio dos primeiros reforços, as anunciadas para as duas laterais se destacam, em tese, pela rentabilidade dos postulantes à titularidade no futuro time do treinador João Nasser Neto – Ronaell (ex-Cuiabá) e Geovane(ex-Globo-RN). E a expectativa em cima dos profissionais quanto à produtividade, cresce exatamente pela negativa apresentada nos últimos anos pelos jogadores que atuaram pelas beiradas do campo.

Desde que retornou à Série C, em 2016, o Leão contou com 14 atletas que revezaram pelas duas alas, isso sem contar com os improvisados. Todavia, nenhum caiu no gosto da torcida, seja pela qualidade apresentada ou pela inconstância técnica entre as partidas. Quem mais se aproximou de uma passagem considerada positiva foi o lateral-direito Nininho, nesta temporada.

Mesmo que os jogadores anunciados não sejam conhecidos, sem alta rodagem no futebol nacional, a regularidade foi a principal característica como ponto de partida para as negociações, dentre os critérios exigidos pelo departamento de futebol. Ronaell e Geovane, por exemplo, lateral-esquerdo e direito, respectivamente, no mesmo período em que o Remo travou para subir de divisão, realizaram mais partidas do que a carrada de jogadores integrados no mesmo período com a camisa azulina. Teve profissional, aliás, que chegou cotado para ser titular em 2018, mas que nem ao menos estreou em jogo oficial, como no caso de Diego Superti. 

PRESENÇA EM CAMPO

De acordo com o gestor-executivo Luciano Mancha, a assiduidade nos gramados é determinante para o perfil de grupo que está sendo elaborado. “Futebol está cada vez mais físico e, por isso, a aptidão física do atleta precisar ser regular. Não podemos trazer jogador parado ou para se recuperar aqui. Jogador tem que estar em forma e já começar pronto para receber o auxílio do nosso treinador”, destacou.

Para Geovane, que entrou em campo em 29 oportunidades em 2019, a meta é ajudar a equipe com a mesma raça. “Aceitei o desafio de ir pro Remo por ser um grande clube do futebol brasileiro. Qualquer jogador quer estar em um time como o Remo. Estou muito feliz por ter essa chance. Se Deus quiser eu vou poder ajudar a equipe e dar alegria pra essa massa”, afirmou.

Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!

RAIO X - REGULARIDADE

- 2016
Ala-esquerda - Ronaell: 21 partidas
Ala-direita - Geovane: 19 partidas

- 2017
Ala-esquerda - Ronaell: 21 partidas
Ala-direita - Geovane: 15 partidas

- 2018
Ala-esquerda - Ronaell: 10 partidas
Ala-direita – Geovane: 29 partidas

(Maheus Miranda/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment