ENTENDA

Exclusão do Remo da Série C não passa de Fake News

POSTADO EM: Quinta-Feira, 12/07/2018, 15:47:18
ATUALIZADO EM: 12/07/2018, 16:15:17

zoom_out_map
Reprodução / Esporte Interativo

O episódio envolvendo os fatos na partida entre Santa Cruz-PE X Remo no último domingo (8), pelo Campeonato Brasileiro da Série C vem aumentando assuntos sobre uma possível exclusão do clube paraense na competição, por meio das redes sociais.

Desde o fato onde Juninho, preparador de goleiros do clube agride o quatro árbitro com uma caneta, a movimentação na web vem em torno de uma exclusão do time na Terceirona, mas isso não passa de uma informação falsa, ou seja, Fake News.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), ainda não se pronunciou de forma oficial sobre o assunto, que ainda será julgado pela entidade. A data do julgamento será marcada para os próximos dias.

Outro assunto pertinente é sobre o episódio: o processo será respondido pelo profissional, onde o artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), prevê uma punição para quem agredir a equipe de arbitragem, seja ela de forma física ou moral.

Mesmo que não tenha sido citado em súmula, Juninho poderá ser denunciado pelas imagens após o jogo pela Procuradoria do STJD e o clube não poderá ser excluído da competição.

A punição para o agressor é de, no mínimo, 365 dias afastado dos gramados, mas isso será decidido após julgamento.

Para se ter idéia, o zagueiro Ferreira ficou seis meses fora do futebol após agredir o árbitro na partida entre Gurani-SP X Boa Esporte-MG, na decisão da Série C de 2016. O episódio causou repercussão internacional.

 

Até agora, o Remo ainda não se pronunciou sobre o caso envolvendo o preparador de goleiros.

(DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment