OPERAÇÃO G4

Paysandu volta a campo hoje disposto a voltar ao G4 da Segundona

POSTADO EM: Sexta-Feira, 08/06/2018, 07:12:05
ATUALIZADO EM: 08/06/2018, 07:52:06

O Paysandu tenta, hoje, diante do Goiás, às 20h30, em Goiânia (GO), mostrar que a goleada de 4 a 1, sofrida diante do Criciúma-SC, não passou de um acidente de percurso sofrido pelo time na Série B do Campeonato Brasileiro. Os bicolores planejam voltar bem à corrida por uma vaga na elite nacional de 2019, arrancando uma vitória no estádio Pedro Ludovico. O Papão tentará se aproveitar do fato de o adversário não cumprir boa campanha na Segundona, mas, desta vez, se cercando de todos os cuidados possíveis para que o time não cometa os mesmos deslizes da última terca-feira, diante do Tigre, em Florianópolis.

Embora o técnico Dado Cavalcanti tenha refutado algum tipo de aproveitamento da partida passada, a bisonha apresentação do Papão no Heriberto Hülse acabou deixando, de uma forma ou de outra, lições à equipe bicolor. “Não podemos repetir os mesmos erros que tivemos contra o Criciúma, quando assistimos apenas o adversário jogar”, admitiu o goleiro Renan Rocha, que pela primeira vez levou quatro gols em uma só partida com a camisa do time. 

O próprio Dado sabe que sua equipe precisa deixar de lado a sonolência que teve frente ao Tigre e voltar a se impor em campo, como aconteceu em outros jogos fora de Belém, quando obteve bons resultados. “É passar uma borracha e pensar no próximo jogo”, recomenda Dado. “É buscar a confiança para tentarmos fazer um jogo forte, consistente, para voltarmos a pontuar no campeonato”, salienta o treinador. 

Em termos matemáticos, a missão bicolor para voltar ao G4 da Série B não é tão espinhosa. Uma vitória sobre o adversário goiano recolocará o Papão, que é o 5º na tabela, com 15 pontos, na zona de conforto do campeonato, visto que Coritiba, 3º colocado, com 17 pontos, e Avaí, 4º, também com 15, se enfrentam, em Florianópolis. Casos os bicolores consigam triunfar, desbancará um dos dois concorrentes no pelotão de frente da competição.

Existe a possibilidade até da equipe de Dado Cavalcanti terminar a rodada em 3º lugar, desde que ocorra um empate no jogo da Ressacada, com a conjugação de uma vitória bicolor com saldo de gols capaz de superar o que é ostentado pelo Coritiba, no caso, três bolas de vantagem em relação aos bicolores que têm, neste critério, o primeiro de desempate, saldo zerado.

ADVERSÁRIO LUTA PARA SAIR DO Z4 

Vice-lanterna da Série B com míseros cinco pontos, o Goiás espera encerrar sua participação no primeiro turno do campeonato pelo menos na metade da tabela. Esta é a meta fixada pelo técnico Ney Franco, que ressalta o fato de que a equipe esmeraldina jogará seis vezes em casa, nas próximas 10 rodadas. Segundo o treinador, o Periquito não pode mais perder pontos em Goiânia como nas partidas diante de Guarani-SP e Boa Esporte-MG.

“Não podemos contra o Paysandu ter os mesmos resultados que tivemos nos jogos recentes. Alguns atletas evoluíram na parte tática, estão evoluindo na parte técnica e física também. Acho que encontramos as peças”, afirmou Ney.

Apesar da derrota diante da Ponte Preta-SP em seu último jogo na Segundona, o time goiano, na visão do técnico, já apresentou um progresso em relação aos jogos anteriores.

Retrospecto de Paysandu x Goiás

Vitórias do Goiás:9
Empates:6
Vitórias do Paysandu: 5
Gols do Goiás: 32
Gols do Paysandu: 23


(Nildo Lima/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment