EXPECTATIVA

Remo contrata o cobiçado Eliandro, que tem que mostrar para o que veio

POSTADO EM: Domingo, 06/05/2018, 09:44:13
ATUALIZADO EM: 06/05/2018, 10:17:25

zoom_out_map
Fernando Araújo

Na última sexta-feira (4), o Clube do Remo apresentou de forma oficial o atacante Eliandro dos Santos Gonzaga, de 28 anos, atacante de ofício, como novo reforço para a Série C do Campeonato Brasileiro. O jogador chega ao time com o aval de Givanildo Oliveira, para ser peça de referência no ataque da equipe, uma vez que o setor ofensivo tem demonstrado carência de goleador, sobretudo nesse começo do Nacional. 

Todavia, apesar da esperança depositada no atleta em gols, Eliandro, ao longo da sua carreira, não possui características de matador. Na atual temporada, por exemplo, o atleta ainda não balançou as redes no decorrer das sete partidas em que atuou pela Ferroviária-SP, pela Série A2 do Paulista. No entanto, o jogador deixou claro que está pronto para escrever uma nova história no Leão e, baseado no seu retrospecto recente, os números do jogador foram superiores aos da maioria dos centroavantes que passaram pelo Baenão nas últimas duas temporadas.

A expectativa é que o atleta seja regularizado até a próxima terça-feira (8) junto ao Boletim Informativo Diário da CBF, para estar apto a entrar em campo. E conforme o atleta, o desejo em ajudar o Remo é grande, principalmente pela longa negociação entre o profissional e a agremiação, que se arrastou desde o final de 2017, culminando em acerto somente na última terça-feira. 

“Os diretores me procuraram ainda no final do ano passado, só que a proposta da Ferroviária acabou vindo antes e o meu desejo de disputar o Paulista prevaleceu”, adiantou. “Mas quase vim para o Estadual, mas não consegui ser liberado. Mas agora estou aqui e pronto para demonstrar toda essa procura dos diretores em campo e ajudar o time a conquistar o acesso”, completou.

EM ALTA

Eliandro chega com moral ao Leão, embasado pelo seu bom desempenho com a camisa do Guarani-SP, clube que defendeu nas duas últimas temporadas, com foco na edição de 2016, onde foi um dos destaques na campanha do acesso à Segunda Divisão. Embora não entre em campo de forma oficial há mais de um mês, o jogador afirma estar em plenas condições de jogo. 

Dessa maneira, apesar da seca de gols, Eliandro aponta sua nova equipe como principal fonte de motivação para encerrar o jejum. “Na minha posição, nós vivemos disso, né? Vivemos de gol. E isso me incomoda, como incomoda a todo centroavante. Eu venho na intenção de ajudar. Quero o quanto antes resolver essa questão de gols em 2018 e acredito que a oportunidade é agora e não poderia ser melhor. Esse é o meu momento e o Remo vai me ajudar da mesma maneira que estou aqui para ajudar”, ponderou.

Comparação: Eliandro x demais centroavantes do Remo 

- Mesmo não sendo propriamente um artilheiro, Eliandro costuma balançar as redes por onde passa. Os números do jogador se elevam quando comparados com o retrospecto dos centroavantes do Remo que atuaram pelo Leão. Confira!

- Eliandro:

2016 - total de jogos: 25/total de gols: 5
2017 - total de jogos: 31/total de gols: 9

- Centroavantes do Remo: 

2017: Edgar: 33 jogos /7 gols, Val Barreto: 11 jogos /1 gol, Pimentinha: 10 jogos /1 gol, Luiz Eduardo: 10 jogos /2 gols, Nino Guerreiro: 7 jogos /2 gols, Nano Kriger: 5 jogos / 1 gol, *centroavantes contratados de fora, sem contar os pratas da casa

(Matheus Miranda/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment