QUE DUPLA

Os craques de Remo e Paysandu: Diego Ivo e Elielton

POSTADO EM: Domingo, 11/03/2018, 10:45:12
ATUALIZADO EM: 11/03/2018, 10:45:12

zoom_out_map
Fernando Torres e Irene Almeida

Diego Ivo: zagueiro é arma secreta do Papão

O primeiro Re-Pa que disputou ficou marcado para o zagueiro Diego Ivo, de 28 anos. O Lobo Negro, como é reverenciado pela Fiel, além de ser um dos principais jogadores do Paysandu naquela partida, como em tantas outras, ainda deixou sua marca de zagueiro-artilheiro, anotando o único gol da equipe listrada. O clássico, o primeiro da temporada, só não teve um final ainda mais feliz para o defensor por dois motivos: o Papão saiu de campo derrotado, por 2 a 1, e, para desespero dos torcedores e do próprio atleta, ele sofreu uma lesão na coxa direita, que o afastou da equipe por algum tempo.

Titular absoluto da zaga bicolor, formando dupla com Perema, Diego Ivo é uma das armas do técnico Dado Cavalcanti para buscar, hoje, a primeira vitória do bicampeão estadual em clássicos na temporada. O atleta, que chegou à Curuzu sob desconfiança, em pouco tempo se firmou como ídolo da torcida e poderá ser uma espécie de fiel da balança no tradicional duelo. Acostumado a marcar gols decisivos, como nas vitórias por 2 a 1 diante do Boa Esporte-MG e Guarani-SP, pela Série B do Brasileiro de 2017, o zagueiro tem sido quase sempre fatal em lances iniciados com a bola parada próxima da área inimiga.

O Lobo Negro da Curuzu é daqueles que não dão importância à maneira como as vitórias são obtidas pelos times em que atua. “Jogar bonito é balela, temos é que vencer sempre”, costuma afirmar. Marcar gol é uma constância na carreira do defensor bicolor, nascido na cidade de Teixeira de Freitas, na Bahia. Nos 12 clubes em que atuou como profissional, Diego Ivo já anotou um total de 11 gols, uma marca nada desprezível em se tratando de quem tem por obrigação, em princípio, evitar que o adversário marque gol.

O zagueiro teve o seu melhor aproveitamento no quesito gol, durante a segunda passagem pelo Ceará-CE, na temporada 2014, quando por 4 vezes balançou a rede dos oponentes. Uma marca que ele pode igualar ou até mesmo superar no segundo Re-Pa do ano, hoje à tarde, no Mangueirão.

Elielton: o pequeno notável do Leão Azul!

A história de David e Golias é uma das mais conhecidas do mundo. Os dois guerreiros travaram embate que até hoje é citado como exemplo, porém, não propriamente pelo estilo de luta. Mas, sim, pela disparidade física entre os oponentes. Enquanto Golias era grandalhão e esbanjava virilidade, David apresentava uma estrutura franzina. Contudo, a inteligência de David superou as vantagens corporais de Golias, o fazendo vencedor do confronto. No clássico Re-Pa de hoje, o estádio Mangueirão será palco de um duelo ao melhor estilo David e Golias: Elielton, com seus 1,58m, tentará driblar os grandalhões Diego Ivo e Perema, ambos com mais de 1,80m, para tentar levar a vitória ao Clube do Remo. 

Embora a missão seja difícil, o atacante azulino já provou que se agiganta em momentos decisivos, sendo, assim, considerado como a principal arma remista pra o confronto de logo mais.

Nos últimos três jogos pelo Estadual, por exemplo, o atacante anotou três tentos, sendo dois na vitória diante do Independente por 3 a 1, pela sétima rodada. Média de um por partida. Ao todo, são quatro gols marcados, número que o fez dividir a artilharia da equipe ao lado do centroavante Isac. O faro matador de Elielton, porém, é apenas a cereja do bolo. Pois, o que de fato o faz ser uma das apostas para o duelo, é a sua agilidade. 

Aparecendo em velocidade pelas beiradas, o baixinho aproveita o mano a mano para se sobrassair, assim como os erros individuais dos rivais. E foi dessa forma que marcou o gol que deu o triunfo ao Leão, no primeiro Re-Pa do ano. “É bom mostrar para a minha equipe que sou capaz de ajudar a decidir um jogo, ainda mais um clássico, que é onde todos os jogadores sonham fazer parte. Treino forte todos os dias para que eu não dependa de sorte. Tive a oportunidade de fazer o gol neles e espero poder marcar de novo e ajudar o Remo a garantir a classificação”, destacou o jogador.

Questionado sobre a briga que terá com Diego Ivo e Perema, dupla de zagueiro do Paysandu, o atacante azulino foi providencial nas palavras. “Já mostrei que tenho capacidade de fazer gols. São grandes jogadores, mas confio nas minhas habilidades e, principalmente, no meu grupo. Trabalhamos forte e vamos confiantes para desempenhar um bom jogo no domingo (hoje)”, pontuou.

(Nildo Lima e Matheus Miranda/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment