SÓ QUER UM PÉ!

Walter: Vale quanto pesa!

POSTADO EM: Sábado, 10/03/2018, 08:06:14
ATUALIZADO EM: 10/03/2018, 08:06:14

zoom_out_map
Fernando Torres/Paysandu

Depois de ter marcado o seu primeiro gol com a camisa do Paysandu, justamente aquele que assegurou ao time a vitória sobre o Santos-AP, na última quinta-feira, pela Copa Verde, o atacante Walter, agora, sonha em disputar o primeiro Re-Pa de sua carreira. O jogador, porém, deverá ser preservado pelo técnico Dado Cavalcanti, que, dificilmente, utilizaria o atleta desde o início do clássico. 

Ainda em Macapá, o Gordinho não escondeu a sua ansiedade em disputar o principal confronto do futebol da região Norte e que acontece amanhã, pelo Parazão. “Atingimos nosso objetivo aqui, mas a partir de agora é pensar no Re-Pa”, disse.

O atacante afirmou já ter sentido bem a atmosfera que envolve o duelo. “É um jogo que para a cidade. Todo mundo para você na rua e cobra vitória no Re-Pa”, admitiu.

O atleta lembrou que no primeiro confronto com o maior rival, na atual temporada, o Papão caiu, por 2 a 1, e que agora precisa buscar a reabilitação. “Perdemos a primeira final e nesta segunda temos de fazer de tudo para que nossa equipe saia de campo com a vitória”, declarou Walter, classificando os dois jogos da fase classificatória do Parazão como finais do campeonato.

Walter não esconde o desejo de voltar a balançar a rede amanhã. “Se marco um gol no Re-Pa, nossa. Pego a minha mulher e desapareço da cidade”, brincou o jogador, antes da partida em Macapá. O Gordinho afirmou que vinha buscando o gol, que acabou marcando no jogo passado e que continua buscando o seu melhor. “É só o começo. Tenho certeza que ainda vão sair muitos e muitos gols do Walter”, declarou.

AGENDA PRÉ-CLÁSSICO 

- Correndo contra o relógio, o elenco do Paysandu iniciou, ontem, os preparativos com vistas ao Re-Pa de amanhã, quando pegará pela frente um adversário bem mais descansado. 

- Os bicolores desembarcaram em Belém no fim da tarde e seguiram direto do aeroporto de Val-de-Cães direto para a Curuzu. 

- No estádio bicolor, os atletas que atuaram nos 90 minutos e, em parte do jogo, foram submetidos a uma sessão regenerativa. 

- Quem não atuou passou por uma atividade de academia. Hoje o grupo encerra a programação para o clássico, com um treino que terá a presença do torcedor nas arquibancadas do estádio bicolor.

(Nildo Lima/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment