A META DE ISAC

Isac voltou a balançar a rede e quer deslanchar com boa atuação no Re-Pa

POSTADO EM: Quarta-Feira, 07/03/2018, 08:00:46
ATUALIZADO EM: 07/03/2018, 08:00:46

zoom_out_map
Ricardo Amanajás

25 dias, 5 jogos, 3 competições e apenas um gol. O mês de fevereiro não foi dos melhores para o centroavante Isac, contratado pelo Clube do Remo para ser o homem-gol na temporada. O atleta anotou o único tento ainda pela primeira fase da Copa do Brasil, contra o Atlético-ES, há exatamente um mês. 

A seca de gols fez com o que Isac fosse cobrado pela torcida. O jogador, no entanto, evitou rebater e esperou reagir dentro de campo, a exemplo do duelo frente ao Águia, no domingo (4), onde marcou o gol da vitória azulina por 1 a 0. Como o próprio definiu, “às vezes o 9 passa por momentos ruins para poder deslanchar”. 
Assim, depois de ter reencontrado o caminho para as redes, Isac espera dar sequência aos gols e apresentar ao Fenômeno Azul o seu lado “brocador”, algo que o fez integrar a lista dos 50 maiores artilheiros da década no Brasil, já no domingo (11), diante do maior rival, no clássico Re-Pa.

Mesmo com o período sem balançar as redes, Isac divide a artilharia do Leão com o também atacante Elielton, ambos com 4 gols. O próximo rival azulino, aliás, é uma das vitimas de Isac. Foi o capitão do grupo quem empatou o Re-Pa do primeiro turno, dando início à reação remista em direção à virada no placar, após cobrança de pênalti.

CRÍTICAS

De acordo com Isac, as críticas são normais e cabe a cada jogador lidar com elas. E, embora tenha perdido pênalti contra o Manaus-AM, caso apareça nova oportunidade, não vai fugir da responsabilidade. “Críticas sempre vão existir, elogio sempre vai existir. É você saber lidar com as críticas e com os elogios”, disse. “O treinador está me dando confiança, me colocando como primeiro batedor de pênalti. Se existir, não vou fugir e vou estar lá para bater de novo”.

O jogador ainda aproveitou para ressaltar a importância da paciência para os homens de área. “Isso faz parte do futebol. Tem dias que a bola entra com facilidade, outros nem tanto. Mas é isso. Ninguém disse que seria fácil. Esse é o nosso trabalho. Temos que ter calma, porque apenas o trabalho e a calma nos garante bom desempenho. É esperar para engrenar e com os trabalhos melhorar”, disse.


O HISTÓRICO DE ISAC - VEJA COMO FOI O DESEMPENHO DO ATLETA EM 2017

- Em 2017, Isac precisou de um tempo para deslanchar, antes de se tornar um dos artilheiros na Série C, bem como do Cearense. Confira!

- Horizonte-CE: o jogador demorou a marcar o seu primeiro gol pela equipe. Porém, depois que balançou as redes, deslanchou e levou o time às quartas de final. Em 8 jogos, foram 5 gols.

- Sampaio Corrêa-MA: Isac chegou ao Sampaio Corrêa como opção para o setor ofensivo para a disputa do segundo turno. Assim como no Leão, o centroavante oscilou no começo, antes de se tornar um dos artilheiros da equipe no Nacional. Nas sete partidas da segunda fase, o jogador marcou 5 gols.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment