FOLGA

Agora sim: Papão terá tempo para treinar

POSTADO EM: Segunda-Feira, 12/02/2018, 08:18:16
ATUALIZADO EM: 12/02/2018, 08:18:16

zoom_out_map
Jorge Luiz/Paysandu

Desde a derrota no clássico contra o Remo, o Paysandu fez três partidas seguidas fora de casa em três estados diferentes. Nesse período, o elenco comandado por Marquinhos Santos mal treinou, passando mais tempo em viagens e hotéis. No próximo sábado, o Papão volta a campo, mais uma vez fora de casa, para encarar o Parauapebas, no estádio Rosenão. A diferença é que, dessa vez, jogadores e comissão técnica terão quase um dia para uma preparação mais adequada.

“(Jogar fora) É um fator que interfere. Nesse início de preparação, com atletas que chegaram depois, muitas viagens atrapalham, porque tiram tempo para treinamento. Os jogadores precisam de tempo. Começamos com três vitórias e dizia que ainda precisávamos corrigir algumas coisas. Agora estamos sem vencer e não está tudo errado”, disse o técnico bicolor. “Estamos melhorando e em pouco tempo estaremos em um outro nível físico, o que ajudará bastante. Desde a apresentação não houve sequer um dia de folga. Por isso terão essa folga para descasar e curtir a família. Depois voltamos para ter bons dias de treinamento, como há muito não temos”, completou Marquinhos.

O treinador defende os jogadores e a equipe. Ele diz saber que quatro jogos seguidos sem vitórias é algo que pesa em um clube de massa, mas salienta que foram compromissos por competições distintas – Parazão, Copa Verde e Copa do Brasil - e que não devem ser analisados da mesma forma. “Foram partidas por competições diferentes e que foram jogadas de formas diferentes”, afirmou.

Marquinhos garante que, a seu ver, o Paysandu estão começando a mostrar o que ele espera da equipe, em especial por já estar se adaptando melhor aos campos pesados, o que será uma constante no Estadual e na Copa Verde. “O time está começando a aprender a jogar em campos pesados, se encaixando melhor. Acredito numa evolução para a próxima partida, com um tempo a mais de preparação”.

E MAIS...

A segunda-feira ainda será de folga de para o elenco do Paysandu, que se reapresenta amanhã de manhã, na Curuzu. Nos últimos dias, a única movimentação que estava marcada no clube foi adiada: uma reunião no último sábado, que foi cancelada por causa da ausência do executivo André Mazzuco. O encontro foi adiado, mas o assunto continua em pauta: o desempenho do futebol neste início de ano.

O trabalho do técnico Marquinhos Santos começa a ser posto em dúvida por parte da diretoria do clube. Não se falou em demissão, ainda, mas sim em explicações da razão do time não estar rendendo bem. Em defesa do treinador, o fato de muitos jogadores ainda estarem longe da melhor condição e outros ainda no departamento médico. “Quatro jogos sem vencer não é o ideal. Mas nas duas últimas partidas houve uma melhora nesse processo, que não é tão rápido”, disse o treinador bicolor.

(Tylon Maués/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment