PARAZÃO VAI COMEÇAR

Relembre grandes decisões do Campeonato Paraense

POSTADO EM: Sexta-Feira, 12/01/2018, 17:41:51
ATUALIZADO EM: 12/01/2018, 17:48:13

zoom_out_map
Cezar Magalhães / DOL

O Campeonato Paraense começa neste fim de semana e com ele, alguns torcedores guardam partidas memoráveis. Aqueles jogos que não saem da memória.

Pensando nisso, o DOL irá relembrar grandes partidas da competição regional.

1999 – Remo 1x0 Paysandu: Para muitos, o ReXPa do século. Mais de 65 mil pessoas no Mangueirão viram Ailton, o predestinado marcar o gol do título remista, que fechava a década com oito taças.

 

2000 – Paysandu 0X1 Castanhal: O Papão tinha a vantagem e usou até o último minuto. Nem a derrota para o Japiim tirou o título dos bicolores, que iniciavam a jornada para o tricampeonato.

 

2001 – Paysandu 0X0 Remo: Depois de golear o rival dentro do Baenão por 4 a 0, o Paysandu administrou a vantagem e chegou ao bicampeonato paraense, dentro da Curuzu, pois o Mangueirão estava fechado para reformas.

 

2002 – Paysandu 3X0 Tuna: Antes da Copa dos Campeões, o Papão decidiu o estadual e chegou ao tricampeonato após derrotar a Tuna por 3 a 0. A festa era um anúncio antes do título que levaria o Papão a Libertadores.

 

2003 – Remo 4X0 Tuna: A Tuna poderia sair da fila depois de 15 anos, mas o Leão estragou os planos e com uma goleada levantou a taça após três temporadas de jejum.

 

2004 – Remo 2X0 Paysandu: O Remo precisou dos últimos cinco minutos para matar o rival e chegar ao bicampeonato. O título foi inédito, pois o time alcançou a marca de 100%, vencendo todos os jogos.

 

2007 – Remo 1x1 Tuna: Com ampla vantagem, o Remo empatou com a Tuna e chegou ao título estadual após um empate debaixo de muita chuva no Mangueirão.

 

2008 – Remo 2x1 Águia: O Azulão foi páreo duro, porém os azulinos contaram com o oportunismo para conquistar o bicampeonato paraense, sob o comando de Arthur Oliveira, Ratinho, Lenilson e cia.

 

2009 – Paysandu 3X2 São Raimundo: O Pantera tirou o Leão da decisão, porém não foi páreo para o Papão, que reconquistou o título estadual com show do atacante Zeziel.

 

2011 – Paysandu 3X3 Independente: Em jogo elétrico de seis gols, a taça foi decidida nos pênaltis. O Galo Elétrico não contou conversa e chegou ao título inédito, sendo o primeiro do interior a ser campeão estadual.

 

2012 – Remo 2X2 Cametá: O título estava voltando para Belém até os 39 minutos do segundo tempo. Em seis minutos, o Mapará marcou dois gols, calou o Mangueirão e iniciou o carnaval do título paraense no Mangueirão.

 

2013 – Paysandu 3X1 Paragominas: Com direito a show de Rafael Oliveira, o Papão administrou o jogo e chegou ao título para delírio da Fiel Bicolor.

 

2014 – Remo 0X2 Paysandu: O Leão perdeu o jogo, mas como havia vencido por 4 a 1 na primeira batalha festejou o título em cima do rival, que ficou sem a taça no ano do centenário.

 

2015 – Remo 2X0 Independente: O Remo precisou do atacante Rafael Paty, que com dois gols chegou a artilharia e levou o título para o Leão Azul.

 

2016 – Paysandu 2X1 São Francisco: O Leão Santareno tentou, porém os bicolores contaram com a torcida e comemoraram o título paraense após dois anos de jejum.

 

2017 – Paysandu 2X1 Remo: Bergson marcou dois gols no fim, sendo o último nos acréscimos e não deu outra: o Papão conquistava o bicampeonato diante do rival, para delírio da Fiel.

 

(Diego Beckman/DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment