PRÉ-TEMPORADA

Apesar do placar suado amistoso, a avaliação do Remo foi positiva

POSTADO EM: Segunda-Feira, 08/01/2018, 08:33:31
ATUALIZADO EM: 08/01/2018, 11:08:23

zoom_out_map
Ney Marcondes

Após vitória suada no jogo amistoso contra o Castanhal, por 2 a 1, no estádio Maximino Porpino, no último sábado (6), na Cidade Modelo, a partir de hoje o Clube do Remo entra na sua última semana de treinamentos antes da partida de estreia no Campeonato Paraense, diante do Bragantino, no próximo domingo (14), no estádio Mangueirão. Conforme planejamento entre o diretor-executivo Zé Renato e a comissão técnica, nessa reta final de pré-temporada, o grupo deve alternar treinos com descanso. Afinal, Ney da Matta quer manter todos os seus jogadores aptos para o duelo do Estadual. 

Veja imagens do amistoso

No amistoso, da Matta escalou uma equipe diferente no tempo inicial. Com Leandro Brasília na criação, o setor ofensivo foi composto por Elielton e Jefferson Recife como pontas; e Marcelo no centro, dando continuidade na formação com três atacantes. Martony, que também havia entrado como titular, abriu o placar para o Leão logo no começo do jogo, após bate-rebate na pequena área. Rodriguinho, já no segundo tempo, ampliou para o time. Dedeco diminuiu para o Castanhal.

O jogo oscilou bastante ao longo dos 90 minutos. Em determinados momentos, o Remo se posicionava melhor, todavia, o mesmo acontecia com o Japiim. Esse desequilíbrio de ritmo, sobretudo no segundo tempo, foi em virtude das combinações implementadas por Ney da Matta, como teste. Dessa maneira, o time ora ficava mais defensivo, ora ficava mais ofensivo.

Para o meio-campista Rodriguinho, o grau de dificuldade no jogo de sábado é apenas um demonstrativo do que será o Paraense. 

“A equipe vem em uma crescente, como era o planejado. E esse jogo, com certeza, foi o melhor que teve por causa da dificuldade do gramado, do adversário, a gente já sabia pelo amistoso anterior que nós tínhamos feito. E hoje veio para confirmar: o campeonato vai ser muito lutado, brigado, por causa da chuva, dos adversários nivelados. Então acredito que a equipe esteja pronta para o domingo que vem”, destacou.

AVALIAÇÃO TÉCNICA

O último amistoso serviu para que Ney da Matta testasse o máximo possível de jogadores, em tentativa de definição do seu futuro time no Paraense. Contudo, o jogo contra o Castanhal, exibiu também a forma de trabalho do comandante. A priori, da Matta busca o equilíbrio entre um time ofensivo pelas beiradas, com uma defesa sólida, sobretudo no meio de campo. Caso ameaçado, o treinador muda a postura, retraindo os atacantes para apoio, deixando apenas um na referência. passando, assim, a jogar nos contra-ataques. O ponto-chave das formações se concentra entre os volantes e o articulador, de onde sairão as principais atitudes em campo, seja na defesa ou no ataque.

DESTAQUES DO AMISTOSO

- Martony: não querendo passar em branco na sua primeira presença como titular na nova equipe do Clube do Remo, o zagueiro deve ter colocado uma pulga atrás da orelha do treinador Ney da Matta. Seguro nas divididas, Martony, em certos momentos, era o homem da saída de bola. De quebra, o jogador foi autor de um dos gols na vitória azulina.

- Leandro Brasília: ponto de equilíbrio na meia cancha, o jogador, novamente, realizou uma boa partida. Contra o Castanhal, inclusive, Brasília foi o principal articulador da equipe no primeiro tempo, com boa visão de jogo. Ney da Matta ganhou mais uma opção no setor de criação, caso necessário.

- Douglas Dias: o goleiro demonstrou bastante segurança quando acionado no segundo tempo, realizando duas boas defesas seguidas, que poderiam comprometer o placar final do amistoso. Embora tenha sofrido um tento, pouco teve culpa, já que a equipe no segundo tempo passou grande parte dos 45 minutos na defensiva.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment