MAIS FUTEBOL

Buffon anuncia despedida da Juventus; adeus será sábado

POSTADO EM: Quinta-Feira, 17/05/2018, 10:45:05
ATUALIZADO EM: 17/05/2018, 10:45:05

zoom_out_map
Divulgação

Muitos sabiam que essa hora iria chegar, mas o susto foi grande: o ídolo e multicampeão italiano Gianluigi Buffon anunciou sua saída da Juventus, clube onde atua desde 2001 como goleiro, já no próximo sábado, na partida contra o Verona, às 10h (de Brasília), pelo Campeonato Italiano. No entanto, ele evitou falar de aposentadoria e deu indicações de que algumas propostas o têm estimulado.

“Estou muito emocionado, mas chego aqui com felicidade e realização. Estes sentimentos são fruto de um caminho extraordinário e bonito, compartilhado com pessoas que me amaram. Por isso, eu sempre tentei fazer o meu melhor”, disse o capitão da Velha Senhora ao lado do presidente Andrea Agnelli, que iniciou a coletiva de imprensa trazendo os números do arqueiro, com títulos e defesas importantes.

“Ele tem muitas propostas, e ele sabe que tem meu total apoio, qualquer que seja sua escolha. Só posso dizer obrigado e para desfrutar do Allianz Arena no sábado, com todo o público para apreciá-lo”, iniciou o presidente. “O que sabemos é que Szczesny vai defender nosso gol na próxima temporada. Um gol que ele teve tantas e tantas amostras de Buffon”, finalizou.

Ao falar sobre sua última partida, já no próximo sábado, Buffon evitou especular sobre o futuro. “Será meu último jogo na Juventus e terminar minha aventura assim, com dois títulos recentes, com a proximidade que tenho com Andrea (Agnelli) e todos os torcedores, será a coisa mais bonita. O que vou fazer? Só sei que sábado vou jogar. Propostas estimulantes vêm chegando. Na próxima semana, depois de dois ou três dias de reflexão e serenidade, vou tomar a minha decisão. Vou seguir a minha disposição e a minha natureza”, garantiu.

Goleiro e presidente na coletiva de imprensa desta quinta-feira (Foto: Reprodução/Twitter)

Confira abaixo os principais trechos da coletiva.

Juventus

“Obrigado para sempre, Juventus!”.

“Para mim Juve é família e estou honrado em ser recebido como se fosse da família. O clube, entretanto, planeja um futuro de vitórias. Se um dia eu for considerado como um elemento que pode ajudar na causa, a Juve saberá o que fazer”.

“Em 2001 (quando chegou na equipe), a Juve viu um talento, talvez, extraordinário. Mas se este talento se transformou em um campeão, foi porque a Juve fez isso acontecer”.

“Se com 40 anos eu ainda estou desta forma é por causa da Juve, a sua mentalidade e sua abordagem”.

“A Juve tem um goleiro de excelente valor, Szczesny, que também é 13 anos mais novo do que eu. Juve mais forte do que nunca? Eu não sei, certamente a mais sólida”.

Seleção italiana

“Em 4 de junho (amistoso da seleção italiana) eu não vou estar no campo com a equipe nacional. Eu não preciso de atestados particulares de afeto”.

“A equipe nacional? Se Buffon foi um problema há três meses, não ouso pensar no que poderia acontecer agora. Então é uma situação da qual eu quero me manter afastado, também há jovens goleiros que precisam fazer suas experiências”.

Propostas

“Jogar em outro time da Itália? Não, não fale isso”.

“Recebi algumas propostas muito interessantes, mas esperamos até a próxima semana. Se eu continuar, será com a ambição de alcançar grandes objetivos ”

“Minhas decisões futuras não mudarão minha serenidade. Eu tinha concordado em ser um ex-jogador. O que quer que aconteça, o objetivo é ser feliz”.

“Do futuro não tenho medo, estou um pouco ‘inconsciente"”.

Fonte: Gazeta Esportiva



COMENTÁRIOS mode_comment