MOTIVOS

Walter alega questões familiares para trocar Paysandu pelo CSA

POSTADO EM: Sábado, 14/04/2018, 12:15:03
ATUALIZADO EM: 14/04/2018, 12:20:04

zoom_out_map
Divulgação

A passagem de Walter no Paysandu durou muito menos do que poderia se imaginar. Nesta sexta-feira, foi confirmada a saída do jogador com o clube paraense e a contratação do mesmo pelo CSA. O atacante, que tinha contrato até o final da temporada, deixou o Papão em função do desaparecimento de seu pai e da não adaptação em Belém do Pará.

“O que pesou um pouco foi o desaparecimento do meu pai, que está há quase três meses sumido, até agora não se tem notícia, e Maceió fica mais próximo de Recife; e também a minha família, que não se acostumou muito com Belém. Isso pesou mais. Por isso eu chamei a diretoria e falei que ia jogar as finais e não ia continuar mais no Paysandu”, revelou, em entrevista concedida nesta sexta-feira, ao Globoesporte.com.

Para não ter que esperar pela janela de transferências do meio do ano para mudar de ares, o contrato de Walter com o time da Curuzu não foi rescindido. O jogador, que pertence ao Porto-POR, pagou uma compensação ao clube, que o transferiu ao CSA, onde deve ser apresentado ainda neste sábado. O interesse dos alagoanos em seu futebol surgiu a partir do técnico Marcelo Cabo, com quem trabalhou no Atlético-GO, na última temporada.

As perspectivas para esta temporada não se alteram muito, visto que o Azulão de Maceió também disputará a Série B do Campeonato Brasileiro. Pelo Paysandu, Walter esteve em campo 12 vezes, e balançou a rede em três oportunidades. O atacante não conseguiu ajudar o Papão a conquistar o título estadual, que ficou com o rival Remo.

Fonte: Gazeta Esportiva



COMENTÁRIOS mode_comment