COPA DO BRASIL

Romero encara rival e torneio favoritos para acabar com jejum de gols

POSTADO EM: Quarta-Feira, 10/10/2018, 09:10:03
ATUALIZADO EM: 10/10/2018, 09:10:03

zoom_out_map
Divulgação

O atacante Ángel Romero entra em campo na noite desta quarta-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte, com o peso de findar um jejum de 15 partidas sem balançar a rede adversária. Para ajudar o paraguaio, com bom aproveitamento recente em jogos importantes pelo Timão, ele tem a seu favor no duelo o rival e a competição que mais lhe parecem fazer bem: o Cruzeiro, pela primeira final da Copa do Brasil.

Dono de uma baixa média de gols para um atacante, com 38 gols marcados em 213 partidas disputadas, em um total de 0,178 gol por jogo, Romero parece tomar uma forma muito mais goleadora quando tem pela frente o mata-mata nacional e a Raposa, equipe que ele mais vazou desde que chegou ao Timão.

A média na Copa do Brasil quase dobra os números do corintiano, que anotou sete tentos em 20 jogos disputados pela competição (0,350 gol por jogo). Ele, por sinal, havia marcado ao menos uma vez nas edições de 2014, 2015, 2016 e 2017, encorpando a lista com os três marcados na atual disputa.

Contra o Cruzeiro os números chegam a um salto ainda maior. Vítima predileta de Romero, que marcou cinco gols diante dos mineiros (São Paulo, Linense e Vasco, todos vazados três vezes, dividem o segundo lugar), a Raposa vê a média saltar para 0,45 gol por jogo, próxima do triplo do que normalmente registra Romero.

Neste ano, por exemplo, Romero fez três gols em três jogos diante do adversário da final, sendo dois deles amistosos interestaduais disputados durante a Copa do Mundo. Outro dos tentos foi justamente em um mata-mata da Copa do Brasil: Romero fez um gol na vitória corintiana por 2 a 1, em 2016, pelas quartas de final, mas não evitou a eliminação após a queda por 4 a 2 no Mineirão.

Fonte: Gazeta Esportiva



COMENTÁRIOS mode_comment