PERIGO

Temendo confrontos, Ministério Público pede torcida única para Paysandu e Vila Nova

POSTADO EM: Quarta-Feira, 11/07/2018, 12:07:16
ATUALIZADO EM: 11/07/2018, 12:20:46

zoom_out_map
Fernando Araújo

O Ministério Público do Pará (MPPA) recomendou que a partida entre Paysandu e Vila Nova-GO desta quinta-feira (12), no estádio da Curuzu, tenha torcida única. O pedido foi motivado pelo histórico de violência entre as torcidas organizadas dos dois clubes.

"O Paysandu concorda e acolhe a recomendação em razão do histórico de violência entre as torcidas organizadas de ambos os clubes. Como é difícil identificar o torcedor de organizada no meio do torcedor comum, decidimos por acolher integralmente a recomendação do Ministério Público e fazer o jogo apenas com o torcedor bicolor", disse o vice-presidente de Operações do Paysandu, Alexandre Pires.

Os times se enfrentam pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com carga oito mil ingressos colocados à venda.

PÚBLICO ZERO?

A expectativa é que poucas pessoas compareçam à partida. Uma das principais torcidas organizadas do Papão está fazendo uma campanha por "público zero" na partida, como protesto à campanha ruim do clube na competição. A ideia é que a torcida permaneça ao redor do estádio, mas não entre no local.

Sem ganhar há seis partidas, o Papão está na 12ª colocação, com 17 pontos, apenas dois a mais que o CRB, primeiro da zona de rebaixamento.

Em 2017, o Paysandu venceu o Vila Nova-GO em Goiânia por 2 a 1, em julho. Na partida de volta, em novembro, na Curuzú, o confronto não saiu do 1 a 1.

Acompanhe o lance a lance no DOL!

(Com informações do Futebol Interior)



COMENTÁRIOS mode_comment