CONFIANÇA

Para Matheus Silva, derrotas abalaram, mas o Paysandu vai reagir de imediato

POSTADO EM: Quarta-Feira, 13/06/2018, 07:48:12
ATUALIZADO EM: 13/06/2018, 09:37:59

zoom_out_map
Fernando Torres/Paysandu

O lateral-direito Matheus Silva, que não participou das partidas, por estar suspenso e também lesionado no joelho, admite que os tropeços do Paysandu, fora de casa, contra o Criciúma-SC e o Goías-GO, mexeram um pouco com o emocional do elenco bicolor. “Abala, sim, um pouco. Caímos um pouco de posição (da 5ª para a 8ª) por causa da perda desses pontos”, comentou. Apesar das derrotas, o lateral salienta, porém, que os resultados não podem fazer com que o time baixe a cabeça e acabe perdendo o foco na Série B do Brasileiro.

“Foram duas derrotas, claro, mas temos de manter a cabeça erguida, já que ainda temos muito pela frente”, argumenta Silva, levando em conta que o campeonato de 38 rodadas sequer chegou à sua metade. “Claro que é um pouco chato tanto para nós, jogadores, como para a torcida ver o time perder duas partidas seguidas. Mas não podemos deixar a equipe cair e continuar com o grupo fechadinho porque no sábado já tem mais”, lembra.

Para o defensor, a partida contra o CSA, vice-líder da competição, não diferencia em nada dos outros jogos do Papão. “Todo jogo é sempre muito difícil na Série B. É manter o foco, respeitando o adversário, mas se impondo por jogarmos em casa, precisando da vitória”, ensina Silva, ratificando que a posição bicolor “não é desesperadora”. “Não estamos em uma situação de conforto, mas também não estamos correndo grande risco”, diz o defensor, que vem treinando normalmente com o restante do elenco desde que foi liberado pelo Departamento de Saúde do clube.

(Nildo Lima/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment