COPA DO BRASIL

Conheça a trajetória de Renato Augusto, homem de confiança de Tite

POSTADO EM: Segunda-Feira, 11/06/2018, 08:25:03
ATUALIZADO EM: 11/06/2018, 08:25:03

zoom_out_map
Divulgação

Renato Augusto chega à Copa do Mundo da Rússia como um dos nomes de confiança do técnico Tite. Apesar de contestado por parte da torcida brasileira, principalmente por jogar no futebol chinês, o meia é presença constante nas convocações desde que o gaúcho assumiu a Seleção Brasileira e compõe o time titular em várias ocasiões. Sua relação com o treinador provém do tempo em que defendeu o Corinthians, período mais vitorioso de sua carreira.

Mas Renato Augusto se acostumou a vencer muito antes de chegar ao Timão. O meio-campista iniciou sua carreira no Flamengo justamente contra o Corinthians, em 2005, ainda como uma jovem promessa. No ano seguinte, veio seu primeiro título: o Rubro-Negro conquistou a Copa do Brasil em cima do rival Vasco, no Maracanã, com Renato Augusto vestindo a camisa 10 que pertenceu a Ronaldinho, Petkovic e, principalmente, Zico.

Renato ficou mais dois anos no Flamengo e foi peça importante na conquista do Campeonato Carioca de 2007. Já em 2008, ele sofreu sua primeira lesão grave. Na estreia pelo campeonato estadual, contra o Boavista, o jogador levou a pior em choque de cabeças e sofreu afundamento em um dos ossos da face. A contusão exigiu cirurgia, que deixou seu rosto marcado até hoje.


Em julho daquele ano, Renato Augusto foi vendido ao Bayer Leverkusen, seu primeiro e único time na Europa. No futebol alemão, o meia se tornou importante para sua equipe, despertou interesse de clubes maiores e estreou pelo Brasil em fevereiro de 2011, contra a França. No entanto, ele também conviveu com lesões, que o tiraram de campo por períodos consideráveis. Tentando aprimorar a forma física e se aproximar da Seleção, o meia foi para o Corinthians em janeiro de 2013.

E foi justamente no Corinthians que Renato Augusto se colocou entre os principais jogadores brasileiros. Logo em seu primeiro ano no Timão, conquistou o Campeonato Paulista, sobre o Santos, e a Recopa Sul-Americana, sobre o São Paulo. No entanto, as lesões foram novamente um problema para o jogador, que sofreu, inclusive, outra contusão no rosto que precisou de cirurgia.

A volta por cima veio já no ano seguinte. Renato evitou as lesões e se tornou um dos principais jogadores do time, apesar de não conquistar títulos na temporada. Já em seu último ano no clube paulista, sob comando de Tite, ele coroou sua passagem pelo Corinthians conquistando, com folga, o Campeonato Brasileiro, do qual foi eleito o melhor jogador. As grandes atuações lhe renderam vaga cativa na Seleção a partir do final de 2015, ainda com Dunga.

Em janeiro de 2016, Renato Augusto acertou sua ida ao Beijing Guoan, clube que defende até hoje. Mas mesmo atuando no futebol chinês, o meio-campista conta com a confiança de Tite e é presença constante nas convocações e estará na Rússia para a disputa da Copa do Mundo vestindo a camisa 8, que também já foi de Zico, além de Dunga, Kaká e Sócrates.

Fonte: Gazeta Esportiva



COMENTÁRIOS mode_comment