SEGUNDONA

Paysandu inicia hoje a caminhada em busca do acesso

POSTADO EM: Sábado, 14/04/2018, 09:54:33
ATUALIZADO EM: 14/04/2018, 09:54:33

Acabou a espera. Enfim, o Paysandu dará hoje, a partir das 21 horas, o primeiro passo na longa jornada de 38 rodadas em busca da concretização de um sonho que persegue há 12 anos: voltar à Série A do Brasileiro. O Papão pega, logo de cara, a Ponte Preta-SP, um dos times rebaixados da elite nacional em 2017. E para aumentar o grau de dificuldade para os bicolores, o confronto será no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, a partir das 21 horas. Mas pelo menos o time bicolor não terá contra si a inflamada torcida do adversário, visto que a partida será de portões fechados ao público.

As equipes entram embaladas em campo pelos resultados obtidos em seus últimos jogos por competições distintas. A Ponte bateu o campeão pernambucano Náutico-PE, por 3 a 0, no jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil, enquanto o Papão, ainda sacudindo a poeira da perda do Parazão, derrotou o Manaus-AM, fora de Belém, avançando à final da Copa Verde, contra o Atlético-ES. O time bicolor tem, no entanto, a desvantagem do pouco tempo que teve para se preparar para a partida, visto que o grupo teve de se deslocar, na quinta-feira à tarde, de Manaus para Campinas.

“Não dá tempo para se fazer praticamente nada”, lamentou o técnico Dado Cavalcanti, que ontem à tarde ministrou o único treino para o grupo que comanda, no CT do adversário. Apesar das dificuldades para a estreia, tanto o treinador como os atletas do Papão confiam em uma boa apresentação. “Sabemos que o tempo é curto, mas, paciência, é o calendário. Espero que a gente consiga fazer um bom jogo lá com a Ponte e comece o campeonato pontuando”, comentou Dado, após a vitória da última quarta-feira.

ALTERAÇÕES

Dado, tudo indica, deve voltar a fazer mudanças no time, levando em conta as diferentes características do jogo contra o Manaus e a estreia de hoje. Mas, a tendência é que ele mantenha a “espinha dorsal” do grupo que começou a partida na Arena da Amazônia, até por não contar com tantas opções no grupo, que ainda aguarda pela chegada de novos contratados para a disputa da Segundona. A defesa deve continuar a mesma, inclusive com Renan Rocha no gol, substituindo Marcão, que perdeu o posto de titular após o Re-Pa que culminou com a perda do título estadual pelo clube.

As mudanças pontuais, caso venham mesmo a acontecer, poderão ocorrer nos setores de meio de campo, com a entrada de um terceiro volante para guarnecer mais a zaga e no ataque, que tanto pode ganhar mais uma peça como perder um de seus componentes.

PONTE VEM NO EMBALO DA COPA DO BRASIL

A Ponte Preta estreia na Série B do Brasileiro embalada após a vitória sobre o Náutico-PE, por 3 a 0, no meio de semana, pela quarta fase da Copa do Brasil. O resultado da partida disputada no estádio Moisés Lucarelli, mesmo local do jogo com o Paysandu, marcou a estreia do técnico Dorival, que deixou a nova equipe bem perto de avançar à etapa seguinte do torneio nacional. A equipe campineira manteve diante do Timbu a mesma segurança defensiva apresentada em seus jogos anteriores na temporada e que precisará de muito trabalho para ser superada pelos bicolores.

Mesmo com a ausência do zagueiro Luan Peres, que negocia sua transferência para o Fluminense-RJ, o desempenho defensivo da Macaca não caiu de rendimento. Em 22 jogos disputados até aqui no ano, a equipe sofreu apenas 12 gols sofridos. Doriva faz mistério quando a formação que deverá mandar a campo para enfrentar o Papão. O treino da manhã de ontem, o último do time, foi realizado com os portões fechados à imprensa e ao público.

Mas, o treinador deve manter praticamente a mesma formação que começou a partida passada.

(Nildo Lima/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment