COPA DO BRASIL

Pressão não é problema para novo técnico do São Paulo: “Podemos ganhar tudo”

POSTADO EM: Segunda-Feira, 12/03/2018, 17:55:02
ATUALIZADO EM: 12/03/2018, 17:55:02

zoom_out_map
Divulgação

O São Paulo não ganha um título desde 2012, quando conquistou a Copa Sul-Americana. A última taça no Paulista veio em 2015, ano mágico para os tricolores, que contou também com uma Libertadores e o Mundial. Três anos mais tarde, a equipe se sagrou hexacampeã Brasileira. É fato de que o time do Morumbi se acostumou a ser protagonista e, muito por isso, a pressão é forte com o momento ruim atual do clube, que além do jejum de taças, ainda tem martirizado seu torcedor com lutas frequentes na parte de baixo das tabelas e fracassos constantes em clássicos contra os maiores rivais.

Diego Aguirre é a nova aposta da diretoria para mudar esse panorama e fazer com que o time volte a viver seus tempos de glória. O treinador uruguaio foi apresentado nessa segunda-feira, no CT da Barra Funda, e se mostrou ciente da pressão que lhe aguarda.


“A pressão é normal. Estar em um time como esse tem que jogar com pressão, faz parte. Mas também acho que começa uma nova etapa para todos, temos que aproveitar cada jogo, e temos de pensar que tudo é possível. Temos de estar fortes psicologicamente e confiantes, porque temos bons jogadores, um bom trabalho a fazer, e temos de pensar que podemos ganhar tudo o que disputaremos”, avisou.

Nem mesmo a falta de tempo para trabalhar se tornou desculpa para o comandante, que conhece bem onde está pisando, pois chegou a defender a camisa tricolor ainda como jogador. A provável estreia de Aguirre à beira do campo deve acontecer no fim de semana, quando será aberto o duelo com o São Caetano, pelas quartas de final do Estadual.


“É verdade que a falta de dias para treinar é uma dificuldade, mas temos de superar isso. Não estou pensando em fazer muitas mudanças. É uma coisa que vai acontecendo dependendo dos jogadores, dos jogos. Temos de jogar cada jogo como uma final”, ensinou.

Diante das decisões que se apresentam nos próximos dias é bom os são-paulinos não se surpreenderem com um rodízio de jogadores nas escalações. Diego Aguirre é conhecido por mexer bastante com o elenco, dar oportunidade para todas as peças que tem à disposição, e isso não deve ser diferente à partir de agora.


“Depende, tem prioridades. Se você tem jogos decisivos tem de priorizar. Se você tem um clássico, tem de priorizar e cuidar de um jogador. Acredito que todos são valiosos e vamos dar chances. Todos têm de estar preparados na hora que o treinador precisar. Teremos de estar todos em cada treino lutando por um lugar no time. Depois, às vezes, vamos fazer mudanças dependendo do calendário. É bom dar descanso a alguns jogadores”, explicou o sucessor de Dorival Júnior.

Nessa quarta-feira, o São Paulo encara o CRB pela partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil, em Maceió. O time abriu vantagem de 2 a 0 no duelo de dia, disputado no Morumbi. André Jardine mais uma vez deve comandar a equipe, já que Aguirre ainda não regularizou toda sua documentação para trabalhar no Brasil. Mesmo assim, Jardine antecipou que todo o plano de jogo será passado pelo treinador recém-contratado.


Fonte: Gazeta Esportiva



COMENTÁRIOS mode_comment