PROMOÇÃO

DOL vai sortear três livros do escritor paraense Dalcídio Jurandir

POSTADO EM: Terça-Feira, 16/01/2018, 11:31:46
ATUALIZADO EM: 17/01/2018, 10:41:07

O DOL vai sortear três livros da obra "Ponte do Galo", de Dalcídio Jurandir. Cada internauta ganhará um exemplar.

Para participar basta você seguir o perfil do DOL no Instagram: @doloficial o do Diário do Pará @jornaldiariodopara, curtir a foto oficial do sorteio, marcar 5 amigos e seguir a fanpage do Diário Online, no facebook. 

O sorteio vai rolar na segunda-feira (22), às 11h. Os livros poderão ser resgatados até o dia 24 de janeiro (quarta- feira).

 

O DOL vai sortear três livros da obra "Ponte do Galo", de Dalcídio Jurandir. Cada internauta ganhará um exemplar. Vamos as regrinhas: ✅ Curta o Instagram do @doloficial; ✅ Curta o Instagram do @jornaldiariodopara; ✅ Curta a fanpage do Diário Online no Facebook; ✅ Curta a FOTO OFICIAL e ✅ Marque 5 amigos nos comentários. O sorteio vai rolar na segunda-feira (15), às 11h. Os livros poderão ser resgatados até o dia 17 de janeiro (quarta- feira). RESGATE Para resgatar o prêmio, o vencedor deve vir a redação do DOL - Avenida Almirante Barroso, 2190, bairro do Marco, entrada pela Travessa Enéas Pinheiro – no horário comercial (de 08h às 18h) portando o documento de identificação original com foto e mostar o perfil do instagram que ganhou a premiação. Os livros poderão ser resgatados até o dia 17 de janeiro (quarta- feira).

Uma publicação compartilhada por Diário Online (@doloficial) em

 

RESGATE 

Para resgatar o prêmio, o vencedor deve vir a redação do DOL - Avenida Almirante Barroso, 2190, bairro do Marco, entrada pela Travessa Enéas Pinheiro – no horário comercial (de 08h às 18h) portando o documento de identificação original com foto e mostar o perfil do instagram que ganhou a premiação. 

Os livros poderão ser resgatados até o dia 17 de janeiro (quarta- feira).

Atenção: nome e sobrenome nos comentários serão comparados ao nome do documento de identificação original com foto, que deve ser apresentado no ato de entrega do prêmio. Se não forem os mesmos, o prêmio não será entregue.

Participam da promoção todos os comentários feitos até o momento do sorteio. No ato de entrega do prêmio será necessário um registro em imagem (foto) para posterior publicação.

O vencedor não deve estar de bermuda ou short.

VIDA 

Dalcídio nasceu em 10 de janeiro de 1909, em Ponta de Pedras, na Ilha do Marajó. e faleceuno Rio de Janeiro. Escreveu onze romances, dos quais dez formam o chamado Ciclo do Extremo-Norte. Recebeu com eles o Prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileirade Letras, pelo conjunto da obra, em 1972. Teve edições em Portugal e na Rússia. Colaborou como jornalista e cronista em diversos jornais e revistas regionais e nacionais. É considerado por muitos o maior romancista da Amazônia e um dos principais autores brasileiros do século XX.

 OBRAS

Série Extremo-Norte

  • Chove nos Campos de Cachoeira, Editora Vecchi (1941)
  • Marajó, Editora José Olympio (1947)
  • Três Casas e um Rio, Editora Martins (1958)
  • Belém do Grão Pará, Editora Martins (1960)
  • Passagem dos Inocentes, Editora Martins (1963)
  • Primeira Manhã, Editora Martins (1968)
  • Ponte do Galo, Editora Martins/MEC (1971)
  • Belém do Grão-Pará, Publicações Europa-América (1975) Edição Portuguesa
  • Chove nos Campos de Cachoeira, 2ª Edição, Editora Cátedra (1976)
  • Os Habitantes, Editora Artenova (1976)
  • Chão dos Lobos, Editora Record (1976)
  • Marajó, 2ª Edição, Editora Cátedra/MEC (1978)
  • Ribanceira, Editora Record (1978)
  • Ponte do Galo, 2ª edição, Pará.grafo Editora (2017)
Série Extremo-Sul

  • Linha do Parque, Editora Vitória (1959)
  • Linha do Parque, Editora Russa (1962) Edição Russa
Publicações póstumas

  • Passagem dos Inocentes – Editora Falângola (1984)
  • Linha do Parque – Editora Falangola (1987)
  • Chove nos Campos de Cachoeira – Editora Cejup (1991, 1995 e 1997 (com o Jornal Província do Pará))
  • Marajó – Editora Cejup (1991 e 1992)
  • Três casas e um Rio – Editora Cejup (1991 e 1994)
  • Chove nos Campos de Cachoeira – Edição Crítica de Rosa Assis – Editora da Unama (1998)
  • Belém do Grão-Pará – Editora Edufpa/Casa de Rui Barbosa (2005)
  • Marajó – Editora Edufpa/Casa de Rui Barbosa (2008)
  • Primeira Manhã – Eduepa (2009)
  • Chove nos Campos de Cachoeira (Nova e definitiva edição com "texto inteiramente revisto, corrigido, reestruturado e amplamente emendado pelo autor, de próprio punho") – Editora 7 Letras (2011)
  • Marajó - Marques Editora (2016)
  • Belém do Grão-Pará - Marques Editora (2016)
  • Primeira Manhã - Marques Editora (2016)
  • Ponte do Galo - Pará.grafo Editora (2017)
  • Três Casas e um Rio - Pará.grafo Editora (2018) - em campanha de financiamento coletivo 
  • Os Habitantes - Pará.grafo Editora (2018) - em campanha de financiamento coletivo 

Reeditando Dalcídio Jurandir

A Pará.grafo Editora lançou novo projeto de financiamento coletivo para reeditar os livros “Três Casas e um Rio” e “Os Habitantes”, do romancista paraense Dalcídio Jurandir, sem novas edições há décadas. A campanha fica no ar entre 02/12 e 31/01, no site Catarse.

A campanha

Depois do sucesso no projeto anterior, que ajudou a reeditar o livro “Ponte do Galo” após 46 anos da primeira edição, a Pará.grafo Editora segue seu projeto de recolocar nas estantes brasileiras as demais obras esgotadas do autor. Serão edições com apurado acabamento gráfico, ilustrações da artista plástica e escritora Paloma Franca Amorim, eversão em e-book. Os apoiadores podem receber como recompensas exemplares numerados, miniaturas do autor, pôsteres com as ilustrações do livro (reproduções ou mesmo originais) entre outras opções. Também há a opção de livrarias e empresas participarem dessa iniciativa com condições especiais.

(DOL)  



COMENTÁRIOS mode_comment