ÁGAPE

Livro de Padre Marcelo é proibido por causa de conduta errada na obra

POSTADO EM: Sábado, 13/04/2019, 11:13:10
ATUALIZADO EM: 13/04/2019, 11:14:33

zoom_out_map
Reprodução

Um dos padres mais famosos do Brasil, se envolveu em uma polêmica espantosa. Padre Marcelo Rossi, é conhecido em todo o Brasil por conta de seus álbuns de sucesso e principalmente devido a um livro, o Ágape. Sucesso indiscutível de vendas, devido a obra, o cardial está sendo processado na justiça, e o motivo deixou seus fãs chocados. Sendo um dos exemplos para os católicos, o homem está sofrendo uma ação na justiça devido a uma conduta errada.

Ele está sendo acusado de plágio, e desde a última sexta-feira (12), o livro Ágape foi proibido de ser comercializado. A punição será uma de duas vezes o valor de cada obra vendida. O processo por organizada pela escritora Izaura Garcia, a qual até fez um acordo com a editora Globo. Por meio de suas redes sociais, ela explicou o caso.

Muitas pessoas estão pensando que autorizei e depois descumpri. Não é nada disso. Eu saí pra comprar esse livro e, quando comecei a ler, me deparei com meu texto. Entrei em contato e chegamos a um acordo que, posteriormente, seria corrigido. Infelizmente, não foi isso que aconteceu. Não quebrei o contrato e não estou atrás de mais dinheiro. Apenas estou cobrando aquilo que é meu direito“.

A obra Ágape foi lançada em 2015 e foi um verdadeiro sucesso em todo o mundo. Passado algum tempo, a escritora Izaura Garcia entrou na justiça e garantiu que havia trechos copiados de seu trabalho, e chegou a pedir uma indenização de 50 milhões de reais. O processo está na justiça até hoje, e com isso Padre Marcelo Rossi entra para lista de devedores da justiça.

As informações partem do jornalista, Alessandro Lo-Bianco, o qual faz parte do programa A Tarde É Sua.



COMENTÁRIOS mode_comment