ACORDO AMIGÁVEL

Divórcio bilionário deixa ex do dono da Amazon entre as mulheres mais ricas do mundo

POSTADO EM: Sexta-Feira, 05/04/2019, 08:52:25
ATUALIZADO EM: 05/04/2019, 09:29:54

zoom_out_map
Reprodução/internet

Após 25 anos de casados, o fundador da Amazon, Jeff Bezos, e a novelista MacKenzie Bezos anunciaram na última semana que estão se divorciando. O casal é dono de uma fortuna estimada em cerca de US$ 135 bilhões, eles permanecerão com a conta bancária recheada mesmo após o processo de separação. No entanto, Jeff manterá o status como o homem mais rico do mundo, enquanto que MacKenzie, ficará entre as mulheres mais ricas do planeta.

Com a separação, Mackenzie herda o equivalente a 35 bilhões de dólares do patrimônio do casal.

HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO

A história de amor dos dois vai entrar para a história, com um exemplo de prosperidade. Eles iniciaram a vida dividindo um apartamento alugado de um pequeno quarto na cidade de Seattle, em 1992. Na época, os dois trabalhavam na D.E.Shaw, uma empresa de investimentos na área de tecnologia.

Seis anos depois, deixaram o apartamento e foram morar em uma mansão de US$ 10 milhões em Washington. Atualmente, têm diversas propriedades pelos EUA, incluindo a casa milionária na capital do país. 

Em uma entrevista em 2013 para a revista Vogue, MacKenzie Bezos revelou que foi ela quem tomou a iniciativa para as coisas acontecerem na vida deles . Bezos disse ainda que convidou Jeff para um almoço no final de 1992 e, três meses depois, já em 1993, estavam casados.

Segundo à Vogue, Bezos abriu o jogo sobre o início do casamento e afirmou que, antes do almoço, MacKenzi se mostrou uma moça muito especial, principalmente suas capacidades intelectuais e isso fez com que ele se apaixonasse. 

"Eu já achava a minha esposa uma grande pesquisadora, inteligente, esperta e 'gostosa'. Mas tive a sorte grande de ler o seu currículo profissional antes de conhecê-la e, assim, (durante o almoço) eu sabia exatamente quais eram suas habilidades e potencialidades", disse Bezos.

(Com informações do site UOL)

LEIA TAMBÉM



COMENTÁRIOS mode_comment