POLÊMICA

Humorista do 'The Noite' faz piada com tragédia de time e repórter global reage

POSTADO EM: Sexta-Feira, 08/02/2019, 16:45:40
ATUALIZADO EM: 08/02/2019, 16:45:40

zoom_out_map
Reprodução

O humorista Léo Lins - que integra o elenco do programa “The Noite”, do também humorista Danilo Gentili - se envolveu em uma polêmica após fazer uma piada envolvendo as vítimas da tragédia com o avião dos jogadores da Chapecoense, em vídeo publicado na última terça-feira (5). A “brincadeira” fez com que o repórter Pedro Rocha gravasse um vídeo de repúdio.

Em um trecho do vídeo, divulgado no canal Castro Brothers, do Youtube, Léo Lins diz que “pão que cai no chão é pão na ‘chape'”. No final de 2018, o mesmo humorista fez outra piada envolvendo a tragédia que vitimou 71 pessoas.

“Pelo menos, ele morreu depois de comer coisa boa. Não foi como os jogadores da Chapecoense, que era comida de avião”, disse Lins.

Os comentários do humorista geraram diversas reações de indignação, inclusive do repórter da TV Globo Pedro Rocha, que gravou um vídeo de repúdio. “Léo Lins, você é um cara inteligente. Deve saber que brincar com a dor de um filho que perdeu o pai, de uma esposa que ficou sem marido é de, no mínimo, uma insensibilidade gigantesca”, disse Pedro Rocha.

“Piada é uma coisa, história é outra. Falo isso como um jornalista que perdeu amigos e principalmente um cara que vive em Chapecó e convive diariamente com esse eterno luto”, concluiu o repórter da Globo.

Visualizar esta foto no Instagram.

Sempre achei chata essa discussão sobre “os limites do humor”, mas hoje quando vi um humorista fazer diversas piadas com a tragédia de Medellin, uma dor tão presente no dia a dia aqui de Chapecó, do mundo do futebol e do jornalismo, meu dia acabou. A última delas foi dizer que o “Pāo que cai, é chamado de Pāo da Chape”, uma piada sobretudo sem graça nenhuma. @leolins, você é um cara inteligente. Deve saber que brincar com a dor de um filho que perdeu o pai, de uma esposa que ficou sem seu marido é de, no mínimo, uma insensibilidade gigantesca. Piada é uma coisa, HISTÓRIA é outra. Falo isso como um jornalista que perdeu amigos e principalmente: um cara que vive em Chapecó e convive diariamente com esse eterno luto.

Uma publicação compartilhada por Pedro Rocha (@novaesrocha) em

(Com informações do portal Metrópoles)



COMENTÁRIOS mode_comment