FILME

Ex-funcionário se revolta com Agnaldo Timóteo após ser retratado como ‘amor gay’ do cantor

POSTADO EM: Quarta-Feira, 11/10/2017, 23:20:06
ATUALIZADO EM: 11/10/2017, 23:20:06

zoom_out_map
Divulgação

A exibição do filme “Eu, pecador”, documentário que retrata a vida do cantor Aguinaldo Timóteo, terminou em confusão durante um festival no Rio de Janeiro, segundo informou o jornal carioca Extra.

De acordo com a publicação, em um determinado trecho do filme, um ex-funcionário do homenageado não gostou de ser citado como um dos grandes amores da vida de Timóteo e foi satisfação com o cantor.

O ex-funcionário não teria gostado da revelação, principalmente por já possuir uma família atualmente.

“Convivi durante um ano e meio com o Agnaldo Timóteo e posso dizer o quanto ele é extraordinário e sensível. Não faria nada para magoá-lo e do filme não será retirado nada além de cinco segundos”, explicou o diretor Nelson Hoineff.

A estreia nos cinemas está prevista para o ano que vem.

O cantor já havia negado que era gay. Veja neste trecho do programa Super Pop:

 

(DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment