PRODUÇÃO CULTURAL

Oficinas ajudam a colocar no papel projetos da área cultural

POSTADO EM: Terça-Feira, 12/02/2019, 08:30:22
ATUALIZADO EM: 12/02/2019, 08:30:22

zoom_out_map
Luiz Claudio Ferreira/SECULT

Oficina ajuda a botar no papel projetos da área culturalAs ideias fervilham na cabeça ao imaginar projetos culturais? Mas no momento de colocar no papel todas essas ideias você consegue? Pensando nisso é que será oferecida, de forma gratuita, a oficina de elaboração de projetos para captação de recursos em Belém. A programação ocorrerá hoje (12) e amanhã (13), das 15h às 19h, no Teatro Estação Gasômetro. As inscrições serão feitas na hora e haverá emissão de certificado.

Direcionada a pessoas jurídicas, a oficina será ministrada por Lorena Saavedra, diretora do Departamento de Economia Criativa e Promoção Cultural da Secretaria de Cultura (Secult). “Todo mundo pode participar, até para ter conhecimento sobre como deve ser feita a produção de projetos. Mas o edital da Embaixada da Suíça, cujo edital será o tema da oficina, é ideal para quem tenha CNPJ. É importante que as pessoas venham para entenderem como é a dinâmica desses editais”, destaca.

Uma das preocupações relacionadas à cultura é fomentar ações nessa área para impulsionar a qualificação no Estado, diz Lorena. “Porque quando são feitos estudos percentuais relacionados às inscrições de editais culturais, eles são baixíssimos na nossa região. Isso acontece basicamente por dois fatores: a falta de qualificação e o impedimento ao ensino, porque não tem uma escola que ministre a elaboração de projetos em cursos ou em faculdades. Nós, enquanto membros da Secretaria de Cultura, precisamos fomentar esses projetos. É importante para alavancar esses percentuais e motivar a formatação e execução de projetos no Estado”, ressalta.

Serão repassados na oficina os editais da Embaixada da Suíça e da Fundação Ford, que está disponibilizando até R$ 50 mil para projetos sobre o lixo ou violência urbana. “Todos os projetos que estiverem nesse perfil ou projetos de transformação social serão aceitos no edital. Quem for contemplado terá um período de um ano para executar o projeto e até 50 mil reais disponíveis, sendo o mínimo R$10 mil”.

Durante os dois dias, os participantes serão motivados a elaborarem seus próprios projetos. “Será a dinâmica de uma oficina mesmo, porque as pessoas têm ideias incríveis, mas têm dificuldade de colocar no papel. Eles serão motivados a organizar as ideias e sair daqui com o projeto pronto”, adianta.

(Wal Sarges/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment