NOSSA GENTE NA TV

RBA exibe série de minidocs sobre iniciativas de cultura, meio ambiente e ciência no Pará

POSTADO EM: Quarta-Feira, 26/09/2018, 08:54:55
ATUALIZADO EM: 26/09/2018, 08:54:55

zoom_out_map
Ney Marcondes

Nossa Gente, Minha História” é mais novo projeto realizado pelo Grupo Rede Brasil Amazônia de Comunicação (RBA), com apoio da Vale. Trata-se de uma série de minidocumentários que serão exibidos sempre às quartas, quintas e sextas, a partir de hoje, e se estendendo até o final deste ano, na RBATV.

A primeira exibição trará documentários sobre o Arrastão do Pavulagem, manifestação popular realizada durante a quadra junina pelas ruas do centro de Belém, e o Festival de Música Popular Paraense, realização da RBA que este ano chega à décima edição. As séries vão ao ar no intervalo do Programa “Barra Pesada”, com reapresentação no “Jornal da RBA”. 

Na semana seguinte, já no dia 3 de outubro, serão exibidos conteúdos audiovisuais sobre o Programa Vale Música, realizado pela Fundação Amazônica de Música com patrocínio da Vale para a educação musical de crianças e jovens de escolas públicas da Grande Belém. 

Na terceira semana do “Nossa Gente, Minha História”, serão apresentados outros projetos que contam com patrocínio da Vale, como a revitalização da Igreja do Carmo, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré e o Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia, realização do DIÁRIO. Na quarta exibição da série, será a vez de o público conhecer melhor o Instituto Tecnológico da Vale (ITV).

ATUANTE

Inédito, o projeto audiovisual retrata as diferentes iniciativas culturais, científicas, de meio ambiente e em diversos outros segmentos em que a Vale está presente no Pará. Nesse sentido, demonstra sua responsabilidade e participação em projetos que valorizam as pessoas que aqui vivem, como explica o diretor geral da RBA, Camilo Centeno. “A Vale possui vários projetos, mas que muita gente desconhece. E por isso essa série foi desenvolvida para que o público possa conhecer esse universo.

Sempre digo que são poucas as empresas que investem tanto em cultura no Pará quanto a Vale. Incentivo essa iniciativa porque as empresas precisam ser reconhecidas e estimuladas, porque a cultura perde muito quando elas não recebem o pleno apoio”, analisa.

São oito minidocumentários produzidos ao todo, sendo que quatro deles já estão finalizados para a exibição até o final de outubro. “Cada um possui cerca de dois minutos e conta a história do nosso povo. É um desafio sintetizar toda essa riqueza que temos em mãos em tão pouco tempo, mas é de uma grande importância mostrar que esses projetos existem e devem ser divulgados”, considera a analista de Marketing da RBA, Marcelle Maruska.

O gerente regional de Sustentabilidade Norte da Vale, João Coral, acredita que é muito importante contribuir por meio do patrocínio para gerar grandes resultados na sociedade. “A Vale busca contribuir com o patrimônio cultural das populações onde tem influência e, apoiando iniciativas culturais como estas, nós estamos valorizando a cultura paraense e esperamos contribuir para a preservação dessas manifestações tão importantes para o nosso estado, além de promover acesso das pessoas à cultura”, acredita.


(Wal Sarges/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment