"BENDITAS MULHERES"

Fotojornalista do DIÁRIO é finalista de prêmio internacional

POSTADO EM: Quinta-Feira, 20/09/2018, 08:05:49
ATUALIZADO EM: 20/09/2018, 08:11:31

zoom_out_map
Ney Marcondes/Diário do Pará

Mais uma vez, o olhar atento do fotojornalista Ney Marcondes para o cotidiano e a paisagem que permeiam a capital e o interior do Pará o leva para a final de uma premiação internacional. Com a série “Benditas” – em que mostra mulheres usando o rio como local para cozinhar, lavar roupas e entreter os filhos –, ele tornou-se um dos finalistas do 24° Concurso Latino-Americano de Fotografia Documental “Os Trabalhos e os Dias”, que terá sua premiação e exposição realizada dia 9 de outubro em Medellín, na Colômbia.

A vitória foi muito comemorada pelo profissional, que tem uma carreira ligada à fotografia por quase 40 anos, onze deles como fotojornalista do DIÁRIO. As três imagens dele que estarão na exposição foram selecionadas por um júri composto por Gabriel Buitrago, Alejandro Alzate e Jairo Ruiz Sanabria, todos especialistas em fotografia com carreira internacional e que tiveram em mãos 6.473 imagens enviadas por 1.213 fotógrafos amadores e profissionais de 33 países.

“Já participei de vários festivais como o 3º Salão Nacional de Arte Fotográfica de São Caetano do Sul e o Festival Internacional em Camaçari, na Bahia. Mas participar de uma exposição fora do Brasil será a primeira vez. Os organizadores só divulgam os vencedores de cada categoria no dia 9 de outubro, mas, para mim, estar na exposição como um dos finalistas, pela quantidade de fotógrafos que disputavam, já é uma grande vitória”, diz.

O concurso, promovido pela Escuela Nacional Sindical da Colômbia, divide-se em cinco categorias: Mulheres Trabalhadoras, Infância Trabalhadora, Homens Trabalhadores, Trabalhadores Migrantes, Trabalho Doméstico e Economia do Cuidado; e Trabalho Rural, exclusiva para colombianos. Os vencedores em cada categoria internacional recebem U$ 1 mil e para a categoria nacional o prêmio é de U$ 2 mil. Ney está na categoria Trabalho Doméstico e Economia, ao lado de profissionais da Espanha, Colômbia, México e Argentina.

As imagens com as quais concorre foram realizadas no rio Guamá, na altura do município de Irituia, interior do Pará, em março de 2009. “Os habitantes das margens do rio utilizam suas águas, para uso diário, como preparar suas refeições, lavar louças e roupas e também para tomar e dar banho em seus filhos. Essas mulheres andam centenas de metros com suas bacias na cabeça para usar essas águas, um dos seus bens mais valiosos. Algumas tiram seu sustento pescando no mesmo rio”, escreveu Ney em sua apresentação da série ao Júri.

Revendo as fotografias e precisando a elas um nome para a inscrição no concurso, Ney conta que, diante da forma como todas aquelas mulheres mostravam-se fortes e importantes dentro de seu habitat natural, veio em sua mente o trecho da oração a Nossa Senhora de Nazaré em que é dito: “Bendita sois vós entre as mulheres”. “Eu queria dizer que ali todas aquelas mulheres, não apenas uma, são benditas. Benditas, no sentido mais amplo, nos afazeres da casa, nos cuidados com os outros, no trabalho, nelas mesmas”, explica.

Paulista radicado em Belém, Ney Marcondes já participou de diversas exposições, como a individual “Brasil Plural”, apenas com imagens em preto e branco, assim como em coletivas. Ele também recebeu dois prêmios recentemente – o 1º lugar do concurso “Olhares Inspiradores”, da Canon, e o concurso “As 100 Melhores Fotos de 2015”, do site russo 35photo.

(Lais Azevedo/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment