OPORTUNIDADE

2º Festival de Cinema de Cametá leva produção audiovisual paraense à região

POSTADO EM: Segunda-Feira, 09/07/2018, 19:27:03
ATUALIZADO EM: 09/07/2018, 19:27:03

zoom_out_map
Divulgação

Entre os dias 21 e 22 de julho, a cidade de Cametá, nordeste paraense, se transforma na “capital do cinema no Tocantins”  com a realização do 2º Festival de Cinema da região. O evento apresentará obras inéditas de cineastas paraenses e amazônida.

O festival - que será sediado na Praça dos Notáveis, iniciando às 18h30 - se dividirá em duas sessões realizadas ao ar livre, na orla do rio: no total, 16 filmes de cineastas paraenses ou rodados no Pará e na região amazônica serão exibidos, todas inéditos  na cidade.

O festival já faz parte do calendário turístico da cidade, atraindo visitantes de Belém e cidades próximas, e prevê, a médio prazo, nas edições futuras, promover oficinas de cinema e contribuir no incremento da cadeia produtiva do audiovisual, incluindo Cametá no roteiro nacional de festivais cinematográficos.

Uma das obras que será exibida no festival é a “Catadores de sonhos”, dirigido pela jornalista Úrsula Vidal, que retrata o cotidiano dos catadores de lixo do maior lixão a céu aberto da região.

Outra produção exibida será “Mestres Praianos”, do diretor Artur Arias, que foi todo rodado na ilha de Algodoal e que narra a vida e morte do mestre de carimbó Chico Braga.

A mostra dará espaço também para as produções paraense de ficção, como  “Tamba Tajá de Marri”, do cineasta Ruda Miranda, paraense radicado na Califórnia e que escolheu a paradisíaca ilha de Colares para servir de pano de fundo à saga de Ossanha de Jesus, jornalista carioca que se apaixona pelo ingênuo pescador gente boa e vive uma paixão inusitada.

A curadoria do festival é de Zahy Tata Pura’Gte.

(DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment