JEANNE DARWICH

Cantora paraense Jeanne Darwich ganha destaque em programas de TV nacionais

POSTADO EM: Domingo, 08/07/2018, 09:23:39
ATUALIZADO EM: 08/07/2018, 09:24:55

zoom_out_map
Divulgação

Radicada em São Paulo há quase um ano, a cantora paraense Jeanne Darwich vem sendo destaque em programas de TV nacionais mostrando o seu talento. Recentemente, elaa participou do “Programa do Ratinho”, no SBT, onde cantou o fado “Foi Deus”. Já em sua apresentação na Rede TV, interpretou “La Vie en Rose”. Ela também passou por atrações da Band, Rede Vida, Rede Século 21, Rede Gospel e por rádios paulistanas divulgando seu trabalho.

“São Paulo é o centro, é daqui para o Brasil e o mundo. É preciso quebrar uma barreira, mas quando isso acontece, reconhecem o seu trabalho e as portas vão se abrindo e a visibilidade é maior”, diz Jeanne Darwich sobre a escolha de viver na capital paulista.Hoje a cantora se apresenta em São Paulo ao lado de Lia Sophia, no show de aniversário de um ano do Grupo de Carimbó Pai d’Égua, que atua na cidade com o objetivo de disseminar e promover o carimbó, ritmo já reconhecido como patrimônio imaterial da cultura brasileira. “Vou fazer um duo, com carimbó e uns dois bregas”, adianta a cantora.

A apresentação no bairro da Bela Vista, na Rua Carlos Sampaio, será um grande encontro de paraenses na cidade paulistana, com a participação também de DJs conterrâneos e do ator e comediante Elson de Belém.

Em São Paulo, Jeanne segue cantando fados no Rancho Português e recentemente lançou um novo single, “O Infinito é Você”, com videoclipe que tem direção artística de Rick Bonadio, gravado no estúdio dele, o Midas Music, comprodução de Renato Patriarca. Pelo público em geral, Rick Bonadio ficou mais conhecido por ser jurado de shows de talento como o “Ídolos” e “Popstars”, mas é o nome responsável por transformar em sucesso bandas como Mamonas Assassinas e Charlie Brown Jr.

Com 18 anos de carreira, a cantora está trabalhando para lançar um EP, com cerca de sete músicas, tendo como carro-chefe o single lançado. Jeanne adianta que o trabalho deve vir com muitas parcerias, como com a paraense Edilene Maia, e com os irmãos Jaqueline Darwich e Brahim Darwich Filho.

“Eu canto música brasileira, porque tenho algumas músicas autorais e a minhas raízes são mais fortes. A parceria com a Edilene é um carimbó, com a Jaqueline é um reggae e com o Brahim é uma toada de boi”, adiantou ela sobre o EP.

(Aline Rodrigues/Diário do Pará)



COMENTÁRIOS mode_comment