HOMENAGEM AO ÍDOLO

Musical sobre Ayrton Senna chega aos cinemas de Belém

POSTADO EM: Terça-Feira, 01/05/2018, 11:21:37
ATUALIZADO EM: 01/05/2018, 11:21:37

zoom_out_map
Divulgação/Caio Gallucci

O ano era 1994. O dia, 1º de maio, feriado do Dia do Trabalho. Como em muitas manhãs de domingo, milhares de brasileiros acompanhavam pela televisão uma corrida de Fórmula 1. Mas aquela seria uma manhã diferente e marcaria para sempre a memória coletiva do país, que perdia, ali, um dos seus maiores ídolos: o piloto Ayrton Senna. Foi exatamente há 24 anos, após a colisão de seu carro numa barreira de concreto, na chamada curva Tamburello, durante uma corrida em Ímola, na Itália. 

Hoje, o piloto recebe uma homenagem em 70 cidades brasileiras, com a exibição nos cinemas do espetáculo “Ayrton Senna, o Musical”. Em Belém, o filme entra em cartaz no Cinépolis do shopping Boulevard em exibição única às 21h. Parte da renda das exibições será revertida para o Instituto Ayrton Senna, que atende crianças e jovens emprojetos educativos.

Com duas horas de duração, o espetáculo é o primeiro do tipo no país a ser filmado e exibido nos cinemas. A ideia é democratizar o acesso ao musical, atualmente em cartaz no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo. 

“É muito difícil circular com os musicais pelo Brasil. Só de elenco, são 26 pessoas, equipe de produção e técnica. É um espetáculo com muita acrobacia. Tem uma produção especial para voos, uma equipe especializada em acrobacia, gente que já operou para o Cirque du Soleil. Então, não é fácil montar os efeitos especiais, por isso a opção de levar o musical ao cinema é exatamente para cobrir essa impossibilidade de viajar rapidamente. Isso não impede de nos apresentarmos em determinadas cidades”, diz Fernando Campos, sócio da Aventura Entreternimento, produtorado espetáculo.

O que será exibido a partir de hoje é exatamente o musical que está em cartaz, na íntegra. Tudo foi filmado com nove câmeras, em gruas e drones, levando ao público das telonas a mesma dimensão de quem assiste no teatro. “Isso não fazia parte do planejamento, tivemos essa ideia junto com uma empresa que produz filmes, num projeto chamado ‘Cine Experience’, que é levar conteúdos presenciais para o cinema. Estávamos com um musical lindo e a gente entendeu que seria bacana e importante democratizar esse acesso”, diz Fernando.

AYRTON, DENTRO E FORA DAS PISTAS

Conhecido mundialmente como um dos maiores pilotos de Fórmula 1 de todos os tempos, Ayrton Senna inspirou gerações e vive na memória de quem era fã. Mas com a exibição do musical é possível conhecer a essência da personalidade e caráter do ídolo, com espírito guerreiro e de solidariedade, além do humor, amores e a relação com a família.

O musical começa exatamente a partir da última corrida do piloto, em Ímola, na Itália, e desenvolve com o que pode ter se passado pela cabeça de Ayrton naquelas últimas cinco voltas, como se ele tivesse feito uma retrospectiva da sua vida durante a corrida. Cenários, sons e luzes envolvem e levam o público para dentro de uma competição de Fórmula 1, onde a velocidade que fazia parte da vida de Ayrton é representada por números aéreos e acrobacias.

O MUSICAL

A família de Senna participou da produção do musical, que tem direção de Renato Rocha. Ao todo, são 26 atores no palco para contar essa história, integrando música, dança, teatro e circo. 

Com texto e músicas inéditas de Cláudio Lins e Cristiano Gualda, a trama acontece com duas histórias paralelas. De um lado, o ator Hugo Bonemer, como o Ayrton Senna, o atleta focado, perfeccionista, competitivo e louco por vitórias. Do outro, o ator Adam Lee, como Beco, apelido de Ayrton entre os mais próximos, um jovem paulistano que trabalha com a família, com sonhos, valores e ideais. A narrativa traz grandes momentos da carreira e da vida de Senna, como a relação dele com os pais e a emblemática vitória em Interlagos em 1991.



COMENTÁRIOS mode_comment