OUTRO MUNDO

Paraense critica ostentação em paródia de 'Vai, Malandra'; assista!

POSTADO EM: Quarta-Feira, 10/01/2018, 12:29:03
ATUALIZADO EM: 10/01/2018, 12:51:59

Carros importados, dinheiro, festas, mulheres, sexo e farra. Já faz um tempo que o funk ostentação ganhou espaço na música nacional, com letras muitas vezes polêmicas. Esse sucesso todo, entreanto, não escapa de críticas. Um morador de Ananindeua, na Grande Belém, resolveu usar a criatividade para expor um outro ponto de vista e gravou uma música em resposta ao mais novo sucesso da cantora Anitta: "Vai Malandra... terminar a faculdade".

Assista:

"Não tenho nada contra o funk, o hip hop, o ritmo. Mas não concordo com algumas ideias pregadas pelo funk ostentação. Essa ideia de associar sucesso com dinheiro, carros, drogas. Quando isso se torna a mentalidade, é prejudicial. A ideia de que o seu corpo vale mais que o seu intelecto não é boa", afirmou Marcelo da Cunha, de 33 anos, autor da canção.

Vendedor de frutas, Marcelo afirma que conviveu com a música através de alguns familiares, como o avô, que era músico, mas que não segue carreira profissional, apenas aproveitou o ritmo para mandar uma mensagem contra a cultura de exposição do corpo e da "ostentação". 

"Não tenho nada contra a Anitta ou quem seja, até a admiro, uma mulher saída do nada que conseguiu seu espaço. O rap é sobre propor uma outra visão sobre esse mundo. Ela foi eleita a mulher de 2017. Mas não se falou mais da professora que morreu para salvar seus alunos do incêndio", continuou Marcelo. "Apenas falo sobre a valorização da educação, de outros aspectos. Dia desses vi um vídeo do MC Guimê fumando maconha em um carro. E isso está se tornando o ideal de sonho a ser alcançado. Não vou o criticar, cada um faz o que tem direito. Mas é necessário expor outro lado".

E aí, curtiu?

(DOL)



COMENTÁRIOS mode_comment