PREMIAÇÃO

Na véspera do Oscar, 'Corra' vence o Spirit Awards

POSTADO EM: Domingo, 04/03/2018, 08:13:59
ATUALIZADO EM: 04/03/2018, 08:13:59

"Corra!", filme de terror com subtexto racial, foi o grande vencedor do Spirit Awards, maior prêmio do cinema independente, levando os prêmios de melhor longa e melhor direção (para Jordan Peele). A cerimônia aconteceu na noite deste sábado (3), em Los Angeles, na véspera da noite do Oscar.

O Spirit Awards é o maior prêmio voltado ao cinema independente. Nos últimos quatro anos, os vencedores do Spirit  acabaram levando o Oscar de melhor filme. Isso pode ser um bom sinal para "Corra!", que viu suas chances crescerem conforme "A Forma da Água" minguou com denúncias de plágio.

Foto: © Mario Anzuoni/REUTERS

Na trama, um jovem negro é chamado para conhecer a família de sua namorada, branca, num típico subúrbio americano. A parti dali, eventos surreais passam a tomar forma. 

Também saíram premiados do Spirit outras três apostas para o Oscar: "Três Anúncios para um Crime, "Me Chame pelo Seu Nome" e "Lady Bird". O primeiro levou os troféus de atriz (Frances McDormand) e ator coadjuvante (Sam Rockwell). Timothée Chalamet levou o prêmio de ator pelo segundo, e o terceiro venceu por roteiro. "Eu, Tonya", história sobre a patinadora olímpica Tonya Harding, levou por roteiro e atriz coadjuvante. 

Veja a lista de vencedores

Melhor filme: "Corra!"

Melhor atriz: Frances McDormand, por "Três Anúncios para um Crime"

Melhor ator: Timothée Chalamet, por "Me Chame pelo Seu Nome"

Melhor diretor: Jordan Peele, por "Corra!"

Melhor ator coadjuvante: Sam Rockwell, por "Três Anúncios para um Crime"

Melhor atriz coadjuvante: Allison Janney, por "Eu, Tonya"

Melhor documentário: "Visages, Villages", de Agnès Varda e JR

Melhor filme estrangeiro: "Uma Mulher Fantástica", de Sebastián Lelio (Chile)

Melhor montagem: "Eu, Tonya"

Melhor roteiro: "Lady Bird"

Prêmio John Cassavetes: "Life  and  Nothing More", de Antonio Méndez Esparza

Prêmio Robert Altman: "Mudbound: Lágrimas sobre o Mississippi"

Melhor estreia: "Ingrid Goes West", de Matt Spicer

Melhor roteiro de estreante: "Doentes de Amor"



COMENTÁRIOS mode_comment