OPINIÃO

Amistosos fazem surgir um candidato a astro

POSTADO EM: Sexta-Feira, 30/03/2018, 10:55:57
ATUALIZADO EM: 30/03/2018, 10:55:57

A semana foi farta em jogos preparatórios para a Copa do Mundo. Todas as 32 seleções classificadas estiveram em campo e algumas saíram bastante fortalecidas pelos bons resultados obtidos. Outras mergulharam em crise e podem vir a sofrer os efeitos dos maus passos durante a própria competição maior.

Dos grandes favoritos ao título, França, Espanha, Brasil, Inglaterra e Peru se saíram bem, com vitórias expressivas e incontestáveis. A Fúria renasce pelos pés de jovens valores, como o meia Isco, autor de três gols contra a Argentina e de atuação impecável, sendo responsável direto pelo futebol desassombrado que a equipe mostrou no amistoso.

Outros selecionados, porém, patinaram feio e deixaram sérias dúvidas quanto ao futuro próximo. O caso da Argentina talvez seja o mais dramático. O técnico Jorge Sampaoli decidiu poupar Messi na hora erra, contra os espanhóis, e sofreu uma goleada histórica, que só não teve consequências drásticas na comissão técnica porque o Mundial da Rússia está muito próximo, não havendo tempo para mudanças.

A Rússia, cujas projeções indicam a pretensão de chegar à semifinal da Copa, sucumbiu ao Brasil e à França, sem exibir força de conjunto ou qualidade individual que dê esperanças de uma grande campanha. Já Portugal, sempre dependente excessivamente de CR7, sofreu diante dos egípcios. A Alemanha é um caso à parte. Dedica-se a fazer experiências e certamente chegará forte como sempre.

Sem aparecer entre os cotados para a disputa do título, o Peru se sobressaiu com vitórias categóricas diante da Croácia, do poderoso trio Ivan Rakitic, Luka Modric e Mario Mandzukic, e da Islândia. É certo que testes não podem ser vistos com lentes de aumento, mas certas exibições permitem projetar até possíveis surpresas.



COMENTÁRIOS mode_comment