OPINIÃO

Prestígio permite a Tite abusar da liberdade poética

POSTADO EM: Terça-Feira, 13/03/2018, 08:53:53
ATUALIZADO EM: 13/03/2018, 08:53:53

Talisca, Taison, Fred, Fagner, Neto, Willian José, Rodrigo Caio e Fernandinho. Sete jogadores listados por Tite para os amistosos com a Rússia e Alemanha simbolizam o nível técnico um tanto desigual da Seleção que se prepara para nova tentativa de conquistar o hexa.

Todos os grandes escretes nacionais tinham lá sua cota de nomes questionáveis, justificados sempre como escolhas pessoais do treinador, como se os demais não fossem. O grupo atual não é diferente, mas chama atenção a expressiva quantidade de atletas, que teriam dificuldade para arranjar vaga de titular em qualquer time da Série A brasileira.

É óbvio que a vitoriosa (e inédita) campanha nas Eliminatórias deu a Tite uma espécie de salvo-conduto especial, segundo o qual ele pode fazer todas as besteiras possíveis sem perder o prestígio. Receio apenas que esteja confiando perigosamente na própria sorte.



COMENTÁRIOS mode_comment