O mais novo escândalo da Conmebol

Quinta-Feira, 27/04/2017, 07:38:57 - Atualizado em 27/04/2017, 07:38:57

O futebol é, de fato, mãe generosa para muita gente. A Conmebol acaba de descobrir, em investigação interna, um rombo de mais de R$ 440 milhões em suas finanças. É a herança nefasta do reinado de Nicolas Leoz, o cartola paraguaio que seguiu à risca os passos do guru João Havelange, tanto em longevidade quanto em capacidade de trapacear.  

Fica a impressão clara de que, a cada nova mexida no lamaçal do futebol sul-americano, o fedor só aumenta. Para ter alcance mais amplo, as investigações deveriam se concentrar nos contratos de licenciamento de produtos, patrocínios e direitos de transmissão.  

COMENTÁRIOS mode_comment

CONTINUE LENDO keyboard_arrow_down
CONTINUAR LENDO keyboard_arrow_down